PortalNippon = O seu conteúdo digital do Japão

Quarta, Dec 07th

Últimas atualizações01:06:59 PM JST

Você está aqui Home

Workshops de Capoeira no IV Festival Brasil

A Embaixada do Brasil em Tóquio, em cooperação com os grupos Regional Tempo e Angola Pelourinho, organizará, durante o IV Festival Brasil, também conhecido como Brazilian Day in Japan, workshops de introdução à capoeira.

Os workshops serão gratuitos e abertos a qualquer pessoa que tenha interesse em conhecer o que é a capoeira, sua tradição e movimentos básicos.

Programação:

Sábado, 5 de setembro

Capoeira Angola com Mestre Moraes, do Grupo Angola Pelourinho (Salvador)

11:30 – 12:15 hrs: Workshop para adultos (Turma A)

12:30 – 13:15 hrs : Workshop para crianças (Turma B)

Domingo, 6 de setembro

Capoeira Regional com Mestre Tony, do Grupo Regional Tempo (Salvador)

Turma C - 11:30 – 12:15 hrs: Workshop para adultos (Turma C)

Turma D - 12:30 – 13:15 hrs : Workshop para crianças (Turma D)

As inscrições poderão ser feitas a partir do dia 15 de agosto, pelo e-mail Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo. . Ao enviar sua inscrição, favor inserir como título Inscrição para workshop de capoeira e informar nome completo, idade, nacionalidade e telefone de contato, bem como de qual turma deseja participar. As vagas para cada workshop são limitadas a 40 pessoas.

Workshops de Capoeira no IV Festival Brasil

Data: 5 e 6 de setembro de 2009, das 11h30 às 13h30

Local: Palco principal da Praça de Eventos do Parque Yoyogi, Tóquio

Organização: Embaixada do Brasil em Tóquio

Co-organização: Grupo de Capoeira Regional Tempo, Grupo de Capoeira Angola Pelourinho

Patrocínio: Ministério das Relações Exteriores do Brasil

Apoio: Comitê do Festival Brasil 2009

Maiores informações: Setor Cultural e de Divulgação da Embaixada do Brasil (telefone: 03 3405-5844; e-mail: Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo. ).

O que é a capoeira?

No século XVII, grande número de escravos negros foram trazidos da África para os portos da Bahia, na região nordeste do Brasil. Juntamente com os escravos, chegou a cultura do oeste africano, dentro da qual se incluíam formas nativas de combate corpo-a-corpo que supostamente compõem os primórdios da capoeira atual.

Com o intuito de protegerem-se dos maus-tratos impostos pelos senhores, os escravos empenharam-se em adquirir maestria nestas lutas corporais. Este parece ser o ponto de partida da imagem da capoeira como uma "luta de pernas para o ar apoiando-se nas mãos e golpeando com os pés, para suplantar as inconveniências dos pulsos algemados".

Como a prática de qualquer luta era punida com a pena de morte, os escravos dissimulavam-na em forma de dança, mesclando com a música para dar-lhe a aparência de dança folclórica. Assim nasceu a capoeira.

Em 1937, a capoeira foi legalizada, tendo desde então alcançado notável desenvolvimento. Foi de tal forma aprimorada que o Presidente Getúlio Vargas chegou a qualificá-la como o verdadeiro esporte nacional do Brasil.

Hoje, a capoeira, mistura de luta, jogo, dança e música, é reconhecida como patrimônio imaterial da cultura brasileira, e é praticada por dezenas de milhares de pessoas no mundo inteiro.

Fonte: Embaixada do Brasil em Tóquio


asaki-ueji_footer