PortalNippon = O seu conteúdo digital do Japão

Domingo, Dec 04th

Últimas atualizações01:06:59 PM JST

Você está aqui Home

Brasileira se destaca em escola técnica japonesa

A nikkey Daniele Veríssimo De Barros Sekiya chegou no Japão quando tinha 6 anos, hoje com 20 anos, realizou seu grande sonho de se tornar cabelereira profissional.

 

Concluiu os estudos em escola japonesa, venceu as diferenças de cultura e idioma, entrando para a Escola Técnica Profissional de Beleza ArtisHair localizado em Aichi-ken, Toyohashi, para se formar cabelereira.

 

Em março deste ano, ela foi aprovada no difícil Exame Nacional (国家試験), e recebeu o diploma para exercer a profissão de cabeleireira. ¨Os professores e os colegas que estudavam juntos me ajudaram muito. No curso é comum o uso de palavras técnicas e muitos kanjis difíceis, mas sempre os companheiros me ajudaram e me explicavam" conta Daniele que hoje trabalha em um dos salões do mesmo grupo da escola.

Confira abaixo a entrevista com Daniele.

artishairPortalNippon - Por que você decidiu pela profissão de cabeleireira?
Daniele - Fui a primeira vez em um salão japonês para fazer alisamento e fiquei muito contente com o resultado. Assim quis me profissionalizar em algo que deixasse os clientes felizes.

PortalNippon - O que aprendeu na escola (fora os estudos)?
Daniele - Aprendi a fazer um trabalho que gosto e alegre, aprendi as regras do Japão como, modo de atender os clientes, cumprimentos e saudações, postura, trabalho em equipe, que difere muito do modo brasileiro.

PortalNippon - No período dos estudos você teve algum problema?
Daniele - Nos estudos usam-se muitas palavras técnicas e muitos kanjis difíceis. Foi difícil mas os professores sempre ajudaram depois das aulas explicando assunto por assunto. As amigas japonesas também sempre ajudaram.

PortalNippon - O que foi mais difícil no aprendizado?
Daniele - Nos estudos há a parte de estudo do corpo humano e saúde, onde tem que aprender os nomes de diversas doenças, sintomas, tratamento, como se fosse um curso de enfermagem. Por usar muita palavra técnica também foi o mais difícil.

PortalNippon - O que você aconselha as pessoas que querem ingressar na escola?
Daniele - Para as pessoas interessadas a estudar na escola não se preocuparem com a nacionalidade. Pois a escola de Toyohashi oferece suporte aos estrangeiros e quando se formarem, podem abrir seu próprio salão tanto no Japão quanto no Brasil.

 

 


asaki-ueji_footer